Se não tiver espaço na chapa, PRB seguirá com a oposição!

Com a definição de que o processo eleitoral que se aproxima terá as mesmas regras de sempre, já que o Congresso Nacional só aprovou mudanças para o pleito de 2020, agora a classe política já pode iniciar as discussões visando a eleição de 2018. Como as coligações ainda serão válidas, os velhos “conchavos” entre os representantes das legendas para a formalização das chapas serão retomados. Pelo bloco governista tudo se encaminha para uma candidatura de Belivaldo Chagas (PMDB) para o Executivo.
Também já existe um entendimento prévio de que o governador Jackson Barreto (PMDB) vai disputar uma das vagas para o Senado. É sabido que o Partido dos Trabalhadores praticamente já lançou seu presidente estadual, Rogério Carvalho, para concorrer a outra vaga e que só estaria “em aberto” a definição para o nome que vai completar a chapa como candidato a vice-governador.
Num primeiro momento, quem mais estava cotado para disputar a vice seria o deputado estadual Luís Mitidieri (PSD), que está deixando a vida pública e vai lançar sua filha para dar continuidade a seu mandato na Assembleia Legislativa. Como o PSD a família já terá Fábio Mitidieri (PSD) disputando a reeleição para deputado federal, há quem veja que outros nomes do grupo também merecem uma chance na chapa majoritária.
Para “acomodar” Heleno Silva e a Igreja Universal do Reino de Deus, uma forte corrente sugeriu que ele fosse o nome indicado pelo grupo para compor a chapa como vice-governador de Belivaldo Chagas. Por sua vez o PRB já reagiu e disse que pretende seguir com o governo, mas com a garantia de que Heleno será candidato a senador da República, ao lado de JB. Caso contrário, não descartam um rompimento e uma aliança com a oposição, onde sobram indefinições. É aguardar o início das conversas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *