Prepare o bolso consumidor: Aumento nos combustíveis a vista

O governo federal está tendo dificuldade na arrecadação e reviso as alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financeiro da Seguridade Social (COFINS) para a gasolina, etanol e diesel visando compensar as dificuldades fiscais, segundo a nota emitia conjunta entre os Ministérios da Fazenda e do Planejamento. O governo tem a previsão de arrecadar com os aumentos cerca de R$ 10,4 bilhões e cumprir a meta fiscal de deficit primário de R$ 139 bilhões.

A alíquota subirá de R$ 0,3816 para R$ 0,7925 para o litro da gasolina e de R$ 0,2480 para R$ 0,4615 para o diesel nas refinarias. Para o litro do etanol, a alíquota passará de R$ 0,12 para R$ 0,1309 para o produtor. Para o distribuidor, a alíquota, atualmente zerada, aumentará para R$ 0,1964.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *