Gastroidiotice ou novas experiências? A moda agora é criar e experimentar pratos estranhos

Uma nova onda vem tomando conta do mundo inteiro, e a cidade campeã é Nova York: são os cardápios com comidas estranhas. Não estou falando em comer insetos ou bichos estranhos, comuns em países asiáticos, e sim em inovar nos sabores. Por lá, por exemplo, existem filas para comer iguarias como massa crua de cookies servidas numa casquinha de sorvete para ser comida assim mesmo, crua. Os nova iorquinos também estão amando o avolatte, que é um café servido no abacate, ou o carrot-cino – um capuccino servido na cenoura.
Em Aracaju, a onda ainda não virou buxixo, mas sem dúvida alguma podemos incluir algumas “estranhices” na variedades de tapiocas recheadas, não é verdade? Por enquanto, vamos aguardar algumas novidades mais amenas, como pizza com borda de coxinhas, ou, quem sabe, um hambúrguer de coxinha (fica até fofo!), ou você prefere um hambúrguer de miojo? Pelo menos é uma forma diferenciada de comer miojo, que tal? Particularmente, acho menos estranho que um sorvete de chorizo (sim, de linguiça!).
Pois é, experimentar e ousar na degustação está virando moda, mas para quem não curte a novidade, chamam as preciosidades de “gastroidiotices”. E para você, o que acha da nova onda? Uma coisa é certa, o gosto é individual e cada um sabe o que melhor lhe apetece. Mas, convenhamos, nada em exagero é saudável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *