Eduardo Amorim está na mira do Governo Temer

Na manhã desta quinta-feira (22), Presidente Michel Temer (PMDB) mandou alertar: “Os votos contrários à Reforma Trabalhista na Comissão do Senado sofreram retaliação”. O governo começou a mapear os “apadrinhados” pelo Senadores da base aliada que votaram contra a reforma e o Superintendente Regional da Secretária de Patrimônio da União no Distrito Federal, Francisco Nilo Gonçalves Júnior, e alguns funcionários da Secretária foram as primeiras vítimas do “caça às bruxas”, pois tiveram indicação do Senador Hélio José (PMDB/DF).

Indicações de outros peemedebistas estão sendo avaliados, além dos recomendados pelos Senadores Eduardo Amorim (PSDB/SE) e Otto Alencar (PSD/BA), partidos da base aliada do governo Temer, que deferiram votos contrários à Reforma também estão na mira de Temer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *