24 de maio vamos ocupar Brasília e preparar para Greve Geral de 48 hs

No último dia 28 de abril paramos o Brasil com o objetivo de derrotar as reformas de Temer, possivelmente na maior Greve Geral já realizada pós a ditadura militar. Fizemos essa greve através de um movimento unitário, com a participação efetiva de 40 milhões de trabalhadores e trabalhadoras de nosso país. Foram desde os bloqueios de vias, piquetes em fábricas, em obras e em garagens, bem como pela ação de enormes parcelas dos movimentos populares urbano, rural, quilombola e indígena. Mandamos um nítido recado ao governo Temer e ao congresso corrupto: Não aceitamos que mexam nos nossos direitos e por esta causa estamos dispostos a lutar até a nossa vitória. Após essa vitoriosa Greve Geral, entendemos que agora a nossa tarefa deve ser Ocupar Brasília e realizar uma nova Greve Geral, agora de 48 horas. As Centrais Sindicais, reunidas nesta segunda-feira, 08, já decidiram marcar a data do #OcupeBrasília no pró- ximo 24 de maio. A CSPConlutas já começou a discutir com suas bases que se essas jornadas de maio não fizerem o governo parar com os ataques, vamos fazer uma Greve Geral de pelo menos dois dias. Nossa luta seguirá norteada pela exigência à retirada, imediata, das reformas da Previdência e Trabalhista e pela Revogação da Lei das Terceirizações. Também lutamos para botar para fora o Temer e todo os corruptos desse Congresso Nacional! CONTROLE PELA BASE – Para preparar essas ações, realizaremos assembleias em todas as áreas da Petrobras, do dia 10 à 19 de maio. Também orientamos cada companheiro e companheira das nossas bases, a assumirem a construção desse processo para si. Significa organizar as lutas de baixo para cima, através de comitês de base nos locais de trabalho e moradia. Precisamos massificar essas informações, fazer panfletagens nas empresas e nos bairros, reuniões com os colegas e com os vizinhos, organizar assembleias e pensar em ações onde possamos envolver o máximo de trabalhadores e trabalhadoras que a gente conseguir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *